PROCURAR

Mãos com luva segurando um globo terrestre.

Com o fortalecimento de movimentos sociais e também, infelizmente, com o aumento de desastres ambientais, cada vez mais nos perguntamos se a criação de um novo mundo é possível.

A urgência para que pensemos a organização da sociedade e a forma como estamos lidando com as pessoas e com a Natureza se torna cada vez maior quando olhamos para o futuro.

Precisamos de mudança e, acima de tudo, precisamos estar inclusos nessa transformação. É hora de nos colocar como parte do todo, olhando para os direitos humanos e para o mundo.

Como criar um novo mundo?

É possível, sim, mudar o mundo. No entanto, para isso, é necessário analisar o cenário em que estamos inseridos a fim de entendermos quais pontos precisam de mudança.

A alteração mais significativa, talvez, esteja na forma como as relações humanas e sociais são construídas atualmente. Para que consigamos construir um planeta diferente do atual, é urgente que organizemos nossa maneira de lidar com o todo.

Isso pede, portanto, uma estruturação sistêmica dos nossos pensamentos. Precisamos nos inserir no mundo como parte ao invés de nos enxergarmos como “o topo da pirâmide alimentar”.

Como seres humanos, é nossa habilidade cognitiva que nos coloca como capazes de reconstruir o meio em que estamos inseridos. É reestruturando comportamentos que conseguiremos mudar o planeta. Logo, o primeiro passo está em nós e nos nossos costumes cotidianos!

Observada de forma particular, determinada atitude pode até parecer singela. No entanto, quando repetida diariamente (e compartilhada para que mais pessoas angariem na causa), as ações certamente irão causar um impacto (positivo!).

Para orientar melhor o que pode ser feito, separamos algumas dicas práticas para encaixar na sua rotina. Confira:

Separe o lixo

Essa é uma lição repetida frequentemente nos tempos de escola e, mesmo assim, muitas vezes não separamos o lixo de forma correta. Segundo pesquisa realizada pelo Ibope, 4 em cada 10 brasileiros não fazem a diferenciação entre lixo orgânico e reciclável, por mais que 88% concorde que a maneira correta do descarte é separando os materiais.

Resíduos diferentes sendo descartados em seus devidos lixos.
Realizar a separação correta do lixo é uma das melhores ações para construir um novo mundo.

O ideal é que separemos os resíduos de forma pormenorizada, dedicando recipientes apenas para plástico, metal, vidro, papel e orgânicos. Para quem quer começar e não consegue fazer essa diferenciação, comece pelo menos organizando recicláveis e aqueles que não são.

Lembre-se que guardanapos de papel, sachês de condimentos e outros itens sujos de restos alimentares não são reutilizáveis. No entanto, potes de requeijão, de manteiga e de iogurte, por exemplo, podem ser higienizados e descartados corretamente.

Um levantamento realizado em 2018 demonstra que 1.227 cidades brasileiras possuem coleta seletiva de lixo. Portanto, busque se informar sobre o dia em que ela passa em seu bairro.

Para cidades que não possuem coleta, uma dica é utilizar o aplicativo Cataki, criado que se torne mais fácil entrar em contato com catadores que vendem resíduos recicláveis. Aliás, mesmo que na sua cidade não possua ninguém cadastrado na plataforma, vale fazer a separação, visto que provavelmente existem pessoas dedicadas a esse trabalho nas ruas.

Reformule sua dieta

Em seu último documentário, David Attenborough destaca como a reformulação da dieta é parte integral para a construção de um novo mundo. Diminuir o consumo de carne influencia na emissão de poluidores na atmosfera, na destruição do meio ambiente e, como resultado, aumenta as áreas verdes do planeta.

Deixar de comer carne animal por um dia economiza 3.400 litros de água e reduz a emissão de 14 quilos de CO2 na atmosfera (equivalente a 100 quilômetros rodados de carro).

Enrolado de tomate, queijo, pepino e manjericão.
Reformular a sua dieta não impacta só no planeta, como te ajuda a descobrir novos sabores.

Além disso, leva benefícios para os ecossistemas, visto que 80% do desmatamento ambiental ocorrido entre 1980 e 2005, no Brasil, foi motivado pelo aumento da terra para a pastagem. 

Por fim, diminui o sofrimento de seres vivos, tendo em mente que cerca de 65 bilhões de animais são abatidos anualmente no mundo para consumo.

Uma ótima solução para quem quer construir um novo mundo, porém ainda tem dificuldade de cortar totalmente o alimento da rotina, é a campanha Segunda sem Carne, lançada no Brasil em 2009 (mas que já acontecia antes, em outros países). 

Em território brasileiro, a ação atingiu sucesso absoluto e, só no primeiro semestre de 2019, mais de 42 milhões de refeições foram servidas sem a presença de carne animal. 

Pratique o autocuidado

Para criar um novo mundo, é preciso que você tenha saúde física e mental. Portanto, crie hábitos de autocuidado que melhorem sua relação consigo mesmo.

As possibilidades são inúmeras: meditação, caminhada, criação de um hobby, diminuição de uso das redes sociais, skincare e por aí vai. O que importa é encontrar uma atividade que te faça bem e que te desligue da correria cotidiana.

Fortalecer e zelar pela sua relação consigo mesmo é parte integral da criação de um futuro melhor, visto que surte sentimentos positivos dentro do seu corpo. O respeito consigo mesmo é fundamental para construir o coletivo.

Use ecobags

Um levantamento realizado em 2016 demonstra que 1,5 milhão de sacolas plásticas são distribuídas por hora no Brasil. Esse material leva em média 500 anos para se decompor no meio ambiente de forma que, no ano da pesquisa, menos de 5% do plástico produzido pelo país desde 1930 havia desaparecido da natureza.

São dados alarmantes e que mostram como a sacola plástica possui o poder de causar grandes impactos ambientais. A solução, portanto, é optar pelas ecobags – ou outros itens que permitem carregar as compras, como mochilas, carrinhos de feira e até redes de frutas antigas.

Dessa forma, você diminui o descarte de lixo em grande excesso. A opção para as lixeiras podem ser “sacolas” de jornais, que reciclam outros materiais em casa. Confira o vídeo do canal Menos 1 Lixo para aprender a realizá-lo:

Compre de fornecedores locais

Movimentar o comércio local é uma forma de estimular o desenvolvimento da sua comunidade e de possibilitar que pequenos e médios fornecedores não passem dificuldades.

Lojistas, feirantes e comerciantes locais, na maioria das vezes, dependem da venda de produtos e do movimento de caixa para conseguirem sustentar a si mesmos e a suas famílias.

Por isso, quando precisar de algum legume, por exemplo, escolha comprá-lo na feira. Além de ajudar alguém, você provavelmente estará comprando um produto com menos agrotóxicos do que os encontrados em grandes mercados.

Persista nos sonhos

Pode parecer batido, mas não é. Sonhar possui, sim, um caráter revolucionário. É por meio da imaginação que conseguimos pensar em perguntas e, então, em respostas inovadoras, criativas e que causam impactos em todo o ecossistema.

É justamente nesse movimento que campanhas como Liberte o Futuro e Imagine for 1 Minute estão desdobrando suas ações. O propósito é nos fazer refletir sobre “ideias para adiar o fim do mundo” e, por meio de questões, gerar soluções.

São os sonhos que começam desejos que, por sua vez, tornam-se realidade. Portanto, a idealização é poderosa e necessária para que construamos ambientes novos, justos e para todos e todas.

Com ações simples e cotidianas, podemos perceber que um novo mundo é possível. Pensando nisso, a Editora Bambual redigiu um infográfico com 15 atitudes para causar um impacto positivo no planeta. Clique no banner abaixo e faça o download!

Clique para baixar o infográfico de ações individuais que mudam o mundo!
Voltar ao topo
Fale com a gente pelo Whatsapp